Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 22 DE AGOSTO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  22/08/2017   Saneamento com segurança jurídica - Os dados sobre saneamento no Brasil revelam que os investimentos aplicados em empreendimento do setor...     22/08/2017   O PROBLEMA DO BRASIL - O problema do Brasil não é a legislação trabalhista, apesar de que, sim, é importante modernizar leis que não aten...     22/08/2017   CARRO CHIPADO - Começam a circular neste mês veículos equipados com chips da Ceitec, que produz a tecnologia na Lomba do Pinheiro, em Por...     22/08/2017   Ministério de Minas e Energia propõe privatização da Eletrobras - O Ministério de Minas e Energia comunicou ontem à Eletrobras que vai pr...     22/08/2017   Com privatização, Eletrobras sobe 30% e bolsa vai a 70 mil pontos - Ações da estatal disparam e espalham euforia no mercado financeiro.     22/08/2017   Supervia é condenada a pagar R$ 500 mil por falhas na prestação dos serviços - O desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo, da 16ª Câma...     22/08/2017   Israel testa trem de alta velocidade que atravessa a Palestina - Israel fez o primeiro teste do trem de alta velocidade que conectará as ...     22/08/2017   Colisão de trens deixa mais de 40 feridos nos Estados Unidos - Quarenta e duas pessoas ficaram feridas na madrugada desta terça-feira (22...     22/08/2017   Cabify oferece 50% de desconto em viagens entre o ABC e a Estação Sacomã - Plataforma consolida sua operação na região, oferece viagens c...     22/08/2017   DNIT/RS Informa - BR-386/RS será interditada para obras de desmonte de rochas - A Superintendência Regional do DNIT no Estado do Rio Gra...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

11/08/2017

Portos registram aumento 4,7% na movimentação de cargas no primeiro semestre

Logística

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

Akemi Nitahara - Repórter da Agência Brasil

No primeiro semestre de 2017 o setor portuário brasileiro movimentou 517,5 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 4,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. O aumento ocorreu nos terminais privados, que movimentaram 343,04 milhões de toneladas, 7,89% maior do que no primeiro semestre do ano passado. Já os portos públicos organizados movimentaram 174,46 milhões de toneladas, o que representou um decréscimo de 1,04%.

Os dados foram apresentadas hoje (10) pelo diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski, no Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2017), no Rio de Janeiro. Tokarski participou do painel Portos, transportes e logística: contribuição para a redução de custo e a retomada do crescimento.

Ele destacou que o principal crescimento ocorreu na área de granéis sólidos, com 332,9 milhões de toneladas movimentadas, aumento de 5,9%. Outro aumento significativo ocorreu nas cargas gerais soltas, com 12,6% de incremento, chegando a 27 milhões de toneladas movimentados no semestre. Segundo Tokarski, as commodities continuam sendo as principais mercadorias embarcadas.

“Na exportação FOB [na qual o exportador é responsável pelos custos de transporte e seguro da carga somente até que esta seja embarcada no navio], a parte de navegação e exportação marítima são 81% [do total do Brasil em dólares]. Em peso líquido são 98,56%, porque é muito minério, muita soja e muito milho. É bom, mas seria melhor se tivesse mais produto com maior valor agregado”.

Na importação, segundo os dados apresentados pelo diretor da Antaq, a navegação marítima responde por 71% do valor em dólar e 88,82% do peso líquido. Até o fim do ano, a projeção da Antaq é movimentar 1,033 bilhão de toneladas nos portos, um aumento de 3,23% em relação a 2016.

Logística terrestre

Em outro painel do Enaex, o gerente de Regulação e Transporte Multimodal de Cargas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Tito Lívio Silva, destacou que no Índice de Desempenho Logístico Internacional, elaborado pelo Banco Mundial, o Brasil passou da posição 61 em 2007 para 55 em 2016, enquanto no quesito infraestrutura o país saiu do número 49 para 41 no ranking no mesmo período.

“Houve uma evolução nos últimos 10 anos em termos de desempenho logístico e de infraestrutura, mas é necessário acelerar essa melhoria. Esse índice calcula também questões aduaneiras, serviços logísticos, rastreamento de cargas. Então é um índice bem interessante, porque não podemos ter análises descasadas em termos de questões operacionais”.

Tito Silva destacou que o transporte rodoviário reponde por 65% da matriz de transporte de carga em toneladas por quilômetro úteis (TKU) e o ferroviário, 15%. “Comparativamente, nos Estados Unidos nós temos uma participação de 43% no modo rodoviário e o ferroviário representa 32% do deslocamento em termos de TKU. Esse desbalanceamento da matriz de transporte nos mostra a necessidade de fazer essa adequação, não que o modo rodoviário deva ser evitado em todos os casos, depende das características da carga e do tempo”.

Ele defendeu a melhoria na integração multimodal para melhor adequar o transporte de acordo com as necessidades de cada mercadoria conforme o tempo, preço e distância. O gerente informou que o país tem atualmente 21 trechos de rodovias concedidas, num total aproximado de 10 mil quilômetros, e a agência está em fase de elaboração de relatório dos projetos de concessão de dois trechos: BR-364/365 entre Goiás e Minas Gerais e BR-101/290/386/448 em Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Outro trecho da BR-101, um da BR-040 e dois da BR-116 estão com a concessão em análise.

 

Edição: Fernando Fraga

 

Por Akemi Nitahara - Repórter da Agência Brasil

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

DNIT/RS Informa - BR-386/RS será interditada para obras de desmonte de rochas

CCR MSVia alerta para trechos em serviços na BR-163/MS

Novos dispositivos de acesso da Rodovia Bauru-Ipaussu beneficiam municípios

Bloqueio parcial na BR 386 prejudica mobilidade e provoca reclamações

Começa a dragagem do rio Madeira

Saneamento com segurança jurídica

O PROBLEMA DO BRASIL

CARRO CHIPADO

Ministério de Minas e Energia propõe privatização da Eletrobras

Com privatização, Eletrobras sobe 30% e bolsa vai a 70 mil pontos

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística