Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 25 DE MAIO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  25/05/2017   Assembleia da CIT aprova moção de repúdio contra insegurança no setor de transporte do Rio - O documento apresentado pelo presidente da C...     25/05/2017   Gol terá frequência de inverno entre Natal e Buenos Aires - A Gol operará um voo extra entre Natal e Buenos Aires na alta temporada de in...     25/05/2017   Crescem voos low cost entre Europa e Estados Unidos - O verão no hemisfério norte vai trazer uma leva de novos voos de aéreas low cost e ...     25/05/2017   Avianca estreia A330 e se prepara para voos aos EUA - A Avianca Brasil acaba de colocar em operação, no mercado doméstico, seu segundo A3...     25/05/2017   Para a alta, Azul reforça malha de Recife com 440 voos - A Azul irá reforçar sua malha aérea para a alta temporada de julho. Recife, o hu...     25/05/2017   GM faz recall de Onix Joy para troca de pneus - Falha na montagem pode causar estouro e perda de controle do carro.     25/05/2017   Toyota terá sistema da Here na América do Norte - Incluirá mapas de alta precisão e ampla rede de dados atualizados em tempo real.     25/05/2017   Para 55% dos brasileiros que usam Uber, ter um carro é dispensável - Estudo mostra o que consumidores esperam das novas tecnologias.     25/05/2017   Pedrucci será novo presidente da Renault do Brasil - Executivo substitui Cambolive, que assumirá outras funções no grupo.     25/05/2017   VW Up! mantém menor custo de reparo no País - Conserto de pequenas batidas ficou até mais em conta no modelo 2018.  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

14/02/2017

Portugueses deixam Angola com colapso do preço do petróleo

Comex - Mundo

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

Quando Portugal estava no auge do sofrimento com a crise financeira mundial, Marina Pereira, 33, seguiu o exemplo de milhares de seus compatriotas e aceitou um emprego em Angola, que vivia o pico de um boom petroleiro.

Mas, agora, o colapso nos preços do petróleo devastou a economia do país africano e levou Pereira e muitos de seus compatriotas a tomar o caminho de volta à Europa.

“No começo eu ganhava ‎€ 4.200 (R$ 14 mil) por mês trabalhando em um spa. Tinha casa e comida, era um paraíso”, disse a osteopata.

Em 2012, ela se mudou para Luanda, a capital da antiga colônia portuguesa, rica em petróleo e diamantes. Mas, depois de um começo que parecia um sonho, a euforia começou a dar lugar à desilusão.

“Comecei a receber em kwanzas, a moeda local, e minha renda mensal caiu a ‎€ 1.000. Câmbio só era possível no mercado negro.”

Seu retorno em 2015 a Portugal, que mal tinha saído de uma profunda recessão, àquela altura, foi uma experiência brutal. O salário de ‎€ 650 (R$ 2.200) mensais que ela recebe para trabalhar em uma academia de ginástica “não é suficiente para uma qualidade de vida decente”.

DUBAI

O fim da sangrenta guerra civil angolana, depois de 27 anos, em 2002, se combinou à alta nos preços mundiais do petróleo para desencadear um rápido desenvolvimento, e Luanda era frequentemente comparada a Dubai.

O crescimento do PIB atingiu um pico superior a 20% em 2007, mas a queda no preço do petróleo, má governança e falta de investimento reduziram o crescimento para apenas 2% no ano passado.

O governo, que depende do petróleo para 70% de seu Orçamento, apertou o freio nos gastos, suspendendo milhares de projetos de construção, e impôs restrições cambiais.

“Diversas empresas portuguesas em Angola se tornaram incapazes de manter em dia os salários, porque surgiram problemas de repatriação de lucros”, diz Ricardo Pedro Gomes, da associação de construtoras de Portugal.

“Há atrasos de até um ano nos salários”, disse Albano Ribeiro, líder do sindicato dos trabalhadores da construção.

Fonte: AFP

 

Por AFP

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

Processo nos EUA acusa GM de fraudar emissões em picapes a diesel

Opep e outros produtores decidem reduzir produção de petróleo até março de 2018

Motores Volvo Penta prontos para outra volta ao mundo na Volvo Ocean Race 2017-18

Primeiro elétrico transfronteiriço francês em funcionamento

Dores da separação: Ucrânia pode cortar conexão ferroviária com a Rússia em julho

Assembleia da CIT aprova moção de repúdio contra insegurança no setor de transporte do Rio

Gol terá frequência de inverno entre Natal e Buenos Aires

Crescem voos low cost entre Europa e Estados Unidos

Avianca estreia A330 e se prepara para voos aos EUA

Para a alta, Azul reforça malha de Recife com 440 voos

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística